Recadastramento Bolsa Família

Para que mantenha todas as informações sobre a situação da família beneficiada em dia, assim como evitar que famílias com renda adequada participem do programa, é obrigatório fazer o recadastramento Bolsa Família. Trata-se de um procedimento simples e rápido necessário para o funcionamento do Bolsa Família. Então, foi chamado para fazer o recadastramento Bolsa Família? Saiba como proceder no artigo abaixo.


Recadastramento Bolsa Família

Recadastramento Bolsa Família – Confira Como refazer o cadastro no programa

Como regularizar o cadastro

O beneficiário que deve fazer o recadastramento do Bolsa Família sempre é informado através de uma carta enviado pelo Ministério do Desenvolvimento Social ou também por meio de um aviso no extrato saque. Por isso, é preciso ficar atento a todas informações inseridas naquele papel e não apenas no valor.

Caso no documento recebido estiver impresso as palavras revisão cadastral, o beneficiário deve realizar o mais rápido possível o recadastramento do Bolsa Família. Se tiver as palavras averiguação cadastral, o cidadão também deverá realizar o recadastro no programa.

A situação descrita acima não só serve para o Bolsa Família, mas também para outros programas sociais que precise do cadastro no Cadastro Único para Programas Sociais, mais conhecido pela sigla CadÚnico.

Veja também: Calendário de pagamentos do PASEP 2017.

Como se recadastrar no bolsa família

Para efetuar o recadastro no Programa, basta que o beneficiado compareça à prefeitura de seu município portando os documentos citados abaixo, e solicitar o recadastramento no Bolsa Família. Devem ser informados se houve mudança de endereço e de escola em que as crianças estudam. Também se houve mudança de emprego das pessoas economicamente ativas do grupo familiar.

Documentos para recadastramento Bolsa Família

Ao ser chamado para fazer o recadastramento Bolsa Família é preciso portar alguns documentos de identificação pessoais e de membro das famílias. No dia, o cidadão deve comparecer ao órgão portando:

  • CPF ou título de eleitor;
  • Documento de identificação de todos os membros da família informados no momento do cadastro Bolsa Família. Estes documentos podem ser CPF, RG, certidão de casamento, certidão de nascimento ou carteira de trabalho;
  • Comprovante de residência – podendo ser conta de água, luz ou telefone;
  • Comprovante de matrículas das crianças cadastradas;
  • Por fim, um número de telefone ou celular para que o pessoal da assistência social mantenha contato com a família.

O que acontece se não fizer o recadastro do Bolsa Família?

O beneficiário que não fizer o recadastramento do Bolsa Família, automaticamente, estará impedido de receber os repasses de rendas. Para reverter a situação, o beneficiário deve regularizar seu cadastro junto ao órgão responsável pela gestão do benefício em sua cidade.

Quem tem direito ao Bolsa Família?

Para participar do bolsa família é preciso que atenda algumas regras definidas pelo MDS juntamente com a Caixa Econômica Federal.

  • Primeiramente é preciso ser uma família que esteja em situação de pobreza ou de extrema pobreza. Para tanto, é preciso que tenha uma renda definida pelos órgãos.
  • Para ser considerado uma família em situação pobreza, o cidadão terá que ter uma renda de R$82,01 até R$164 por pessoa. Já em situação de extrema pobreza, a família deve ter uma renda estimada em, no máximo, R$82 por pessoa.
  • A família em situação de pobreza deve ter gestante ou adolescentes ou crianças com idades entre 0 à 17 anos.

Está com alguma dúvida sobre o recadastramento do Bolsa Família? Quer saber como se cadastrar no bolsa família? Confira nos links ao lado e fique por dentro de tudo sobre esse programa.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...